05 abr

Quais as vantagens da Arquitetura Sustentável?

Quais as vantagens da Arquitetura Sustentável?

E se além de ter mais conforto dentro de casa, você ainda economizasse e ajudasse o meio ambiente? Com projetos cada vez mais integrados e funcionais, a arquitetura sustentável já não é mais uma tendência do futuro, mas uma demanda da atualidade!

Quais os benefícios da Arquitetura Sustentável?

Apesar de muitos ainda associarem a arquitetura sustentável com áreas verdes e belos jardins, o conceito é muito mais amplo e envolve desde o projeto funcional até na escolha dos materiais utilizados nas construções, com um estilo de vida com menos desperdícios. 

Essa preocupação é uma urgência, uma vez que dados da Federação das Indústrias de São Paulo (FIESP), indica que o setor da construção é responsável por 50% dos entulhos gerados diariamente na cidade de São Paulo, o que reflete na necessidade do setor em buscar novas soluções.

Entre as vantagens, a arquitetura sustentável pode trazer novas reflexões em diferentes momentos das construções: 

  • Projetos integrados: ao invés de alterar a paisagem e topografia da região, a arquitetura sustentável propõe adequar as edificações ao solo e vegetação do local, mais integrado à paisagem. Na prática, isso significa aproveitar os aclives, declives e até as árvores que já estão nos terrenos. 

  • Bem-estar térmico: construções que esquentam ou esfriam necessitam de um alto custo energético para o condicionamento térmico. Entender o clima do local é essencial para buscar projetos e materiais que minimizem o consumo de energia, com valorização da ventilação e iluminação natural. Pelas alterações climáticas e cenários mais extremos, estima-se que a quantidade de ar-condicionado deverá triplicar até 2050.

  • Economia de Energia: além de aquecer a água, utilizar a energia solar fotovoltaica tem a possibilidade também de injetar o excedente na rede pública, o que reduz o consumo energético e se tornou uma solução em épocas de crises hídricas, que resultam no aumento do preço da energia.

  • Materiais Escolhidos: a escolha dos materiais na construção também é importante na arquitetura sustentável, com a preferência de materiais locais, reduzindo os gastos com a fabricação e o transporte. Ao invés de materiais prejudiciais ao meio ambiente, como o plástico, a arquitetura aproveita elementos naturais, que podem ser absorvidos, como madeira, pedras, troncos, entre outros. 

  • Coleta das águas pluviais: sistemas de captação podem coletar e utilizar a água da chuva para lavar os carros ou para regar as plantas de casa, sem prejuízos ao meio ambiente ou aumento das despesas domésticas.

  • Redução de Resíduos: reclamação constante nas construções, o desperdício de materiais é um problema que pode ser alterado com a arquitetura sustentável, valorizando a reciclagem e o uso dos materiais em diferentes situações. 

Arquitetura Sustentável é durável e valorizar o bem-estar 

Além do projeto e construção, a arquitetura sustentável valoriza ambientes que não precisam de manutenção constante, ou que sejam substituídos em uma próxima tendência. A durabilidade, portanto, é mais importante que a estética.

A escolha do bairro ou residencial também é importante, com a valorização das áreas verdes e a proximidade dos comércios, que reduz a necessidade de deslocamentos em transportes poluentes, uma das tendências da Cidade de 15 minutos. 

Arquitetura Sustentável no Swiss Park Campinas

Há muitos empreendimentos imobiliários que usam o termo ‘sustentável’ apenas para campanhas de divulgação, uma vez que o tema traz vantagens competitivas no mercado. No Swiss Park Campinas, a preocupação ambiental não é apenas um conceito, mas está refletida no Parque Botânico de 500 mil m² com trilhas, lagos e belezas naturais.

Entre as construções no complexo, a edição 83 da Revista Swiss Park trouxe na matéria ‘Solução: Sustentabilidade’ as recomendações para projetos que aproveitam melhor a iluminação e a ventilação natural. Além da questão ambiental, a matéria também traz depoimentos de moradores que se preocuparam com projetos mais focados em sustentabilidade, para evitar os desperdícios durante as obras e a escolha de profissionais que não descartam materiais durante a construção.

Dessa forma, muito além de um belo jardim ou um ambiente decorado, a arquitetura sustentável propõe novos materiais durante as construções, a valorização da mão de obra local, os comércios próximos de casa e atitudes de consumo consciente. Muito além de uma tendência, viver com mais bem-estar e sustentabilidade é um posicionamento, para todos os momentos. 

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *