31 ago

Manutenção do Botânico: vamos passear no parque?

Manutenção do Botânico: vamos passear no parque?

Com mais de 500 mil m² de áreas verdes, o Parque Botânico Amador Aguiar, no Swiss Park, se tornou local para caminhadas, encontros de amigos, pedaladas, passeios com pets e, claro, centenas de casais que registram bons momentos emoldurados pela beleza natural do espaço.  

Quem vê a paisagem deslumbrante, com lagos, pássaros e flores, muitas vezes, sequer imagina o trabalho de manutenção do Parque Botânico, que envolve o restauro das edificações, a manutenção da grama, o desassoreamento dos lagos, o manejo das árvores e a desinsetização de pragas, para evitar especialmente a proliferação dos carrapatos.

Equipe de manutenção do Parque Botânico no Swiss Park

Manutenção do Botânico

Uma equipe especializada é responsável pela manutenção periódica do parque, que entre as tarefas, promove o plantio de mudas em locais específicos, respeitando as características de cada espécie. Há também o manejo das árvores do local, previsto na legislação, já que alguns exemplares têm o ciclo de vida mais curto e apresentam o definhamento natural, colocando em risco outras espécies ou os visitantes do parque.

Para aumentar o conforto e segurança dos visitantes, em celebração dos 12 anos do Parque Botânico, em julho de 2021 a AGV restaurou os pisos dos prédios da sede social e da passarela de madeira que circula a figueira centenária, um dos pontos mais conhecidos do parque. Com a revitalização do espaço, os visitantes poderão apreciar uma das mais belas vistas do parque no pôr do sol.

Outra novidade para os visitantes, em setembro as trilhas ao redor dos lagos ganharam 30 bancos de concreto, que tornarão os passeios ainda mais confortáveis, com áreas de descanso para os visitantes, que poderão observar as paisagens tranquilamente, sob os pergolados ao longo do Parque.

Vamos caminhar pelo Parque Botânico no Swiss Park? Confira as recomendações para um passeio seguro!

Apesar de lindas paisagens, algumas recomendações garantem um passeio ainda mais seguro, especialmente para quem vem ao Parque Botânico com crianças ou animais.

⚠ Os lagos do parque são lindos, mas a pesca é proibida, assim como se refrescar ou brincar nas águas dentro do Parque Botânico.
⚠ Caso venha caminhar com seu cachorro, mantenha-o sempre na coleira, nas trilhas de acesso. Não permita que o seu cão entre nos gramados, beira dos lagos ou nas áreas de mata.
⚠ Não caminhe fora das trilhas, na beira dos lagos ou por dentro das matas. Respeite as sinalizações de áreas de carrapato.

Um diferencial para moradores e visitantes

Manutenção do Botânico

Além da beleza natural da área, o trabalho de dezenas de profissionais, de diferentes áreas, faz com que o Parque Botânico siga como uma referência de local agradável, que será ainda mais valorizado após a pandemia, com passeios ao ar livre, o contato com a natureza e, claro, a valorização da saúde em geral. 🌳

Clique para saber mais sobre o Parque Botânico no Swiss Park

01 jun

Empreendimentos da Swiss Park aliam urbanismo e meio ambiente

Empreendimentos da Swiss Park aliam urbanismo e meio ambiente

Muitos ainda acreditam que urbanismo e meio ambiente são conceitos opostos. Nos empreendimentos da Swiss Park Incorporadora, entretanto, há a valorização dos espaços verdes como parte integral do projeto, oferecendo mais qualidade de vida para esta e as próximas gerações!

Como  aliar urbanismo e meio ambiente?

Nas últimas décadas a expansão urbana resultou em paisagens cada vez mais cinzas. O resultado? Na maioria das cidades brasileiras os espaços verdes são insuficientes, com menos de 9 m² por habitante, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). O recomendado pela organização seria de, no mínimo, 12 m² por habitante, com o objetivo de chegar à 36m², com cerca de três árvores por habitante. 

Na urgência de minimizar os impactos ambientais causados pelo crescimento desenfreado das cidades, cada vez mais arquitetos, paisagistas e engenheiros têm se dedicado na criação de espaços de convívio que respeitem as áreas verdes e a identidade tradicional dos bairros, demonstrando que urbanismo e meio ambiente não precisam ser conceitos contrários. 

Especialmente agora, com os efeitos da quarentena imposta pela expansão do coronavírus, muitas pessoas ressignificam os parques, praças e bosques como uma oportunidade mais segura para sair de casa, praticar atividades físicas e ter momentos de lazer ao ar livre. Uma pesquisa do Programa USP Cidades Globais indicou que 86% dos entrevistados afirmaram sentir falta de estar em áreas verdes, que estavam entre os lugares mais desejados para frequentar após a pandemia. 

Os benefícios das áreas verdes

A importância das áreas verdes vai muito além da beleza. Um estudo inglês indicou que morar próximo a esses ambientes contribuiu para diminuir a incidência de problemas relacionados à saúde mental, como a depressão e a ansiedade, por exemplo. A explicação é que áreas ao ar livre possibilitam um estilo de vida mais saudável para diferentes gerações, com a prática de atividades físicas, como as caminhadas. De acordo com o médico do Instituto do Coração, Paulo Saldiva, viver próximo aos parques e praças diminui em até 30% os riscos de infarto. 

Swiss Park: plantando uma realidade mais verde!

Muitas pessoas na hora de escolher um lote para investir ou construir esquecem de analisar também o entorno do imóvel. Qualidade de vida, porém, vai além do projeto da casa, incluindo também uma estrutura de bairro tranquilo, seguro e com contato com as áreas verdes.  

Os empreendimentos da Swiss Park Incorporadora integram urbanismo e meio ambiente, com mais de 20% de área verde. Só no Swiss Park Campinas, maior complexo urbanístico da região, foram plantadas mais de 94 mudas em áreas que estavam degradadas, protegendo as nascentes, córregos e as matas ciliares, formando verdadeiros ‘corredores’ verdes para o deslocamento de animais locais e migratórios.


Inaugurado em 2009, o Parque Botânico no Swiss Park é um representante da evolução do urbanismo e meio ambiente na região sul de Campinas. Com 570 m² de área verde, o parque público se tornou cenário de fotos de encontros familiares e caminhadas de amigos que podem apreciar as áreas de preservação permanente, com espécies que estavam quase extintas na região.

Seu negócio ou empresa também podem fazer parte dessa evolução do Swiss Park: o complexo tem os últimos lotes comerciais disponíveis ou, para quem deseja uma sala comercial, o Swiss Park oferece segurança 24h para colaboradores e clientes. Fale com a gente e aproveite essa oportunidade de ser vizinho do Parque Botânico: agende sua visita pelo WhatsApp e venha conhecer.

24 nov

Horto Botânico é a nova trilha do Parque no Swiss Park.

Horto Botânico é a nova trilha do Parque no Swiss Park.

O Parque Botânico no Swiss Park, em Campinas (SP), é um espaço já bem conhecido pelos moradores do complexo, seja para caminhadas, piqueniques ou como cenário de belas fotos. Agora, mesmo os visitantes mais assíduos terão uma nova trilha para explorar e conhecer ainda mais sobre a diversidade natural: o Horto Botânico.

Horto Botânico é uma aula ao ar livre.  

Para quem adora botânica, ecologia ou aprecia as belezas naturais, a nova trilha oferecerá uma verdadeira aula ao ar livre. O Horto (em conclusão) é parte do projeto botânico de Dionete Santin, engenheira-agrônoma responsável pela flora do Parque Botânico, coordenadora e uma das autoras do ‘Guia de Arborização Urbana de Campinas’ (GAUC).

O Horto Botânico é acessível aos PCDs, com uma trilha bem mais plana que o restante do parque e oferece a oportunidade de acompanhar a evolução dos vegetais, partindo das gymnospermas (como os pinheiros), passando por um cenário com diversidade botânica, com mudas de árvores frutíferas nativas, ornamentais e exóticas, canteiros de cactos, palmeiras, representantes históricos (como o famoso pau-brasil), até chegar na família Asteraceae, que possui as características mais evoluídas, com os frutos e sementes que se dispersam pelo ar, através do vento.

Início da evolução com as Gymnospermas.

O objetivo, além da beleza natural, será oferecer um passeio didático, especialmente pelo contato com espécies que se tornaram raridade nos grandes centros urbanos. Algumas espécies, inclusive, como o cambuí e a perobinha guatambuzinho, já eram consideradas quase extintas no município e foram replantadas no espaço com o intuito de ensinar e estimular a conservação das espécies.  

Para facilitar o passeio e aprendizado, o próximo passo será a catalogação das mudas, para que os visitantes do Horto Botânico consigam observar a diversidade botânica, com os diferentes tipos de flores, copas, troncos e sementes ao percorrerem a trilha.

Byrsonima sp. (murici)

Um pedacinho da história de Campinas.

Além do Horto Botânico, o cuidado com o plantio e manutenção das espécies é uma constante no Parque Botânico: cada muda é selecionada para representar parte da história e vegetação nativa do município.

Logo na entrada do parque, há a representação de espécies nativas que cobriam a região anteriormente conhecida como Campinas de Mato Grosso. A disposição das plantas, portanto, não é apenas estética ou ornamental, e conta a história do município, com os jequitibás, cambuís e até o café, uma das monoculturas que movimentaram a região na época dos Barões.

Como alerta, Dionete Santin indica que as mudas são plantadas em cada local respeitando as características das espécies, já levando em consideração o espaço da copa, as exigências da poda, entre outros aspectos. A engenheira agrônoma reforça que, apesar de ser um espaço amplo e bem arborizado, os visitantes do Horto Botânico não podem fazer plantios por conta própria, para evitar problemas futuros na manutenção do parque e das outras espécies ao redor.

Aristida pallens (capim-barba-de-bode) vegetação das campinas que originou o nome da cidade.

Outra dúvida bem comum entre os frequentadores do parque é justamente sobre a poda das árvores do local. “As pessoas veem que estamos realizando alguma poda ou eliminando indivíduos comprometidos e acreditam que estão sendo cortados sem motivo, mas algumas espécies têm um ciclo de vida mais curto e apresentam um definhamento natural, começam a secar ou apodrecer”, diz Dionete. O manejo, inclusive, é obrigação e está previsto na legislação.

Na catalogação do parque, em um pequeno espaço, será reproduzido o capítulo do GAUC que trata da arquitetura das plantas, que ensina sobre as particularidades da poda em cada espécie, respeitando a natureza e a característica de cada uma.

Toda essa diversidade e a preocupação de preservar um pouco da cobertura vegetal nativa do município, faz do Parque Botânico um espaço de aprendizado, muito além do lazer.

Solandra grandiflora (vistosa)

Seja vizinho do Parque Botânico!

O Parque Botânico Amador Aguiar foi inaugurado em 2009, tem cerca de 554 mil m² de área verde e se tornou um ponto de encontro entre amigos, familiares e visitantes que conhecem o Swiss Park. O espaço é aberto ao público, gratuitamente, das 6h às 19h.

Você também pode ter o privilégio de morar ao lado do Parque, em um dos melhores bairros de Campinas: conheça os empreendimentos da Swiss Park na sua região, fale conosco pelo WhatsApp.

29 set

Parque Botânico no Swiss Park encanta os visitantes.

Parque Botânico no Swiss Park encanta os visitantes.

Já imaginou ter uma área de 554 mil metros quadrados de muito verde pertinho de casa? Quem visita o Parque Botânico no Swiss Park, em Campinas (SP), logo descobre que essa é a realidade dos moradores do complexo urbanístico!

Inaugurado em 2009, o Parque Botânico Amador Aguiar frequentemente é cenário nos encontros de amigos e familiares, com um projeto arquitetônico que privilegia a integração com o meio ambiente e as belezas naturais do local. O nome do Parque Botânico no Swiss Park, inclusive, é uma homenagem ao ex-presidente do Banco Bradesco, antigo proprietário da área onde hoje é o complexo.

O projeto paisagístico do Parque é do engenheiro-agrônomo Alexandre Furcolin e o projeto arquitetônico foi assinado pela HM&K Projetos e Obras. Toda madeira utilizada na estrutura do parque, do portal à sede principal, é de madeira de mata reflorestada.

O que fazer no Parque Botânico no Swiss Park?

O parque oferece trilhas para os visitantes, além de uma Sede principal com sanitários, água e pergolados para parada de descanso.

Na sede principal, de mais de mil metros quadrados, são realizados alguns dos eventos sociais anunciados pela Associação Master e pelo Swiss Park. Os prédios são facilmente avistados pela figueira centenária de mais de 20 metros de atura, um cartão-postal do Parque Botânico no Swiss Park. Na passarela, inclusive, o visitante pode conferir uma vista privilegiada do pôr do sol.

Os visitantes também podem aprender mais sobre a flora nativa remanescente de Campinas e o plantio de novas mudas seguem as regras estabelecidas pelo Guia de Arborização Urbana de Campinas, que indica as espécies adequadas para cada região.

O Parque Botânico é exclusivo para a entrada dos moradores?
Não. Embora esteja localizado no complexo do Swiss Park, o Parque Botânico é público e aberto à comunidade para a visitação.

Posso levar meu cachorro para passear no Parque?
Sim, seu amigo de quatro patas será muito bem-vindo, com algumas recomendações:

✔ Uso de coleira obrigatório;
✔ Focinheira para cachorros de médio ou grande porte.
⚠ As áreas demarcadas com sinalização de carrapatos merecem atenção especial para os donos de cachorros, fique alerta! Não deixe que o cachorro saia correndo fora das trilhas. 

O PetPlace no Botânico é uma nova área cercada onde os cachorros podem brincar e socializar, sem perigo de fugir. O espaço é aberto para todos os visitantes, ao lado do Lago Pulmão, próximo ao Residencial Zurich. 

Fotos são permitidas no Parque Botânico no Swiss Park?
O Swiss Park tem cenários lindos para fotos e já participamos da história de muitos casais, famílias e reencontros de amigos!

Você pode tirar a sua foto gratuitamente no Moinho, Relógio ou no Parque Botânico no Swiss Park. Depois, não se esqueça de marcar #eu❤️botânico nas redes sociais, vamos adorar compartilhar os melhores cliques!

📸 Siga: @swisspark no Instagram.

Há bares ou restaurante no Parque Botânico?
Não há restaurantes, bares, quiosques ou vendedores de alimentos no local. O Swiss Park, porém, conta com uma Associação Comercial com restaurantes, padarias e lojas ao redor dos Residenciais. Saiba mais sobre o comércio no Swiss Park.

Próximos à sede principal há pergolados para realização de piqueniques.

Posso dar treinamentos, promover encontros ou ensinar atividades físicas no Parque Botânico (corrida, dança, yoga, meditação etc.)?
Os salões da sede principal não são locados para eventos sociais, fóruns, cursos ou aulas. Caso queira ministrar uma aula ao ar livre no parque, você pode solicitar a autorização pelo e-mail atendimento@swisspark.com.br, informando os nomes dos instrutores, local em que pretende realizar a aula e a data prevista.

O que é o Horto Botânico?
O Horto Botânico é uma das trilhas dentro do Parque Botânico no Swiss Park, com acessibilidade para PCDs e projeto botânico de Dionete Santin, engenheira-agrônoma responsável pela flora do Parque. O percurso, aberto ao público, conta com mudas de plantas frutíferas, nativas e exóticas, para apreciação da diversidade das espécies.

O Parque Botânico passa por manutenções?
Sim, há uma equipe dedicada à conservação do Parque Botânico, que mantém a grama baixa, restaura os prédios da sede social, atua no desassoreamento dos lagos e no plantio e manejo das árvores do local. Periodicamente há a manutenção do Parque Botânico, para o maior conforto e segurança dos passeios. 

Quais as regras de convívio no Parque Botânico?
Ninguém quer chegar em um ambiente tão bonito, cheio de natureza, e encontrar lixo e desorganização. Por isso, é responsabilidade de todos os visitantes, seja ou não morador, zelar pela manutenção da estrutura do Parque Botânico no Swiss Park e mantê-lo limpo, sem sacolas plásticas, bitucas de cigarro ou material orgânico pelo chão. Há sanitários na sede principal, se necessário.

É proibido no Parque Botânico:
⚠ Nadar ou pescar nos lagos;
⚠ Capturar, matar ou perseguir os animais silvestres; 
⚠ Gravar ou pichar nomes em árvores, pergolados ou nos prédios do parque;
⚠ Acender fogueiras ou soltar balões;
⚠ Plantar espécies de fora do parque;
⚠ Coletar flores, sementes ou retirar mudas;
⚠ Jogar lixo nas trilhas, lagos ou matas, respeitando a sinalização do parque.  


Qual o horário de funcionamento e o endereço do Parque Botânico no Swiss Park?
O Parque Botânico no Swiss Park está aberto todos os dias, das 6h às 19h. A entrada é gratuita.

📍 Endereço: Avenida Wellman Galvão de França Rangel – Swiss Park, Campinas – SP.

OBS: durante a pandemia do coronavírus, o horário de funcionamento do parque seguirá os protocolos indicados pela Prefeitura de Campinas. Verifique as atualizações em nossas redes sociais

Viver perto de tanta natureza, com qualidade de vida é um dos pilares do Swiss Park, em todos os empreendimentos. Aproveite essa oportunidade de ser vizinho do Parque Botânico, fale conosco pelo WhatsApp.

29 jun

Campanha de Doação de Sangue no Swiss Park Campinas: Uma Oportunidade de Salvar Vidas

Campanha de Doação de Sangue no Swiss Park Campinas: Uma Oportunidade de Salvar Vidas

Você sabia que no último dia 25 de junho ocorreu uma campanha de doação de sangue no Swiss Park Campinas? O evento solidário teve como intensão salvar a vida de diversas pessoas que necessitam de uma doação, podendo então acarretar para um mundo melhor.

Quer saber mais sobre o que rolou neste evento? Preparamos este texto para que você possa entender melhor sobre como funcionou a campanha e ainda, entender como é possível se tornar um doador de sangue. Confira agora!

Sobre a campanha de doação de sangue no Swiss Park

campanha de doação de sangue

A campanha de doação de sangue que aconteceu no dia 25 de junho de 2020, foi uma ação solidária promovida pelo Swiss Park em parceria com o Hemocentro Unicamp, a Master Swiss Park, a padaria Le Petit Dore e o Hortifruti 3N.

O evento realizado no Parque Botânico, contou com 79 pessoas participantes, gerando um total de 58 bolsas de sangue. O cadastro para a doação foi realizado através do site da Associação Master dos condomínios.

Sobre a divulgação da campanha

Devido à pandemia causada pelo COVID-19 e a necessidade de distanciamento, o número de vagas foi reduzido. Porém essas vagas foram preenchidas muito rapidamente o que auxiliou para um bom número de bolsas de sangue, mesmo em um único dia de evento.

Futuros eventos voltados para a campanha de doação de sangue

Por conta do grande sucesso, a campanha de doação de sangue que teve cerca de 500 cadastros, será estendida para os próximos meses para poder atender as pessoas que se cadastraram, mas não puderam participar, devido ao número reduzido de vagas. Assim, serão criadas novas datas que serão divulgadas a esses cadastrados.

Como Participar?

E você, gostaria de doar sangue, mas não conseguiu se cadastrar pelo  Master Swiss Park? Não tem problema! Você também pode doar pelo Hemocentro da Unicamp e assim, colaborar para salvar vidas! Basta acessar o site e seguir as regras recomendadas do mesmo.

Além disso, ao doar sangue, é essencial que no dia você esteja bem preparado e siga algumas recomendações importantes como:

  • Estar bem alimentado, evitando alimentos gordurosos nas últimas 3 horas.
  • Ter dormido ao menos 6 horas na última noite.
  • Não ingerir bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
  • Pesar no mínimo 50 kg.
  • Não ter realizado nenhuma tatuagem ou piercing no período de 1 ano.
  • Não estar com gripe ou resfriados.

É essencial que essas e outras regras sejam seguidas para que assim você possa doar sangue tranquilamente, sem interferir na sua saúde, ou na saúde de quem irá receber o sangue doado.

Importância de doar sangue

campanha de doação de sangue campinas

A doação de sangue é um gesto de amor com o próximo. Isso porque através dela, você colabora para salvar a vida de até 4 pessoas. Tudo isso através de um procedimento que dura no máximo 1 hora.

Além de ser um ato seguro, a doação de sangue também é algo que não interfere em nada a saúde daqueles que optam por doar. Até porque todo o sangue doado é reposto no corpo em até 24 horas. Pois isso, não é necessário se preocupar com relação ao sangue perdido do seu organismo.

Ao doar sangue, você também ganha direito de 1 dia de folga do trabalho conforme os termos da Consolidação das Leis do Trabalho, o CLT.

Conclusão

Doar sangue é um gesto de humanidade para com o próximo, por isso aqui no Swiss Park Campinas, nós valorizamos esta ideia e nos disponibilizamos para ajudar pessoas a salvarem vidas.

Por isso, se você também tem interesse em realizar este ato de carinho com o seu semelhante, fique atento as próximas datas, para que assim você também possa participar desta grande campanha e assim, colher os frutos da sua boa vontade!