17 fev

Condomínios de Campinas contribuem com a expansão da cidade.

Condomínios de Campinas contribuem com a expansão da cidade.

Campinas é a única metrópole brasileira fora das capitais, sendo um polo tecnológico e estudantil muito relevante (IBGE). Com a área territorial de 794 km², parte da expansão das regiões campineiras nas últimas décadas foram atreladas aos condomínios de Campinas e os loteamentos fechados que contribuíram para o desenvolvimento do cenário urbano.

Condomínios de Campinas expandiram a cidade além do Centro.

Historicamente, a localização privilegiada de Campinas sempre foi um diferencial. Importante entroncamento ferroviário desde o Império, já em 1875 a cidade fazia a conexão entre o interior, o porto e a capital.

Com a criação do Aeroporto de Viracopos (inaugurado em 1930 e homologado em 1960), e da Rodovia Anhanguera em 1948, a vocação de ser uma ligação entre as regiões paulistas foi ainda mais valorizada. Na expansão da cidade, dessa forma, desde os anos 30, Campinas avançou com novos bairros que saíram do perímetro central e atraíram, especialmente, operários que participavam da industrialização após a derrocada do café, com a consolidação de bairros como a Vila Industrial, Guanabara e o Proença.

Criados nos anos 80 e com expansão na década seguinte, os loteamentos fechados e condomínios de Campinas contribuíram também para valorizar as regiões do município fora do Centro. Esses empreendimentos fechados, inclusive, teriam algumas características em comum: a maioria dos condomínios e loteamentos em regiões metropolitanas localizam-se próximos à rodovias e avenidas, estimulando a construção de shoppings, centros comerciais, condomínios empresariais e parques fora da área central da cidade, já mais densa e ocupada.

Na virada do século, a distância do Centro, portanto, começou a ser mais valorizada pela qualidade de vida, privacidade e o contato com áreas verdes. Não por acaso, os condomínios de Campinas e loteamentos fechados concentraram-se, até hoje, no entorno das rodovias, como a Dom Pedro I e a Anhanguera, valorizando áreas que anteriormente só tinham atividades rurais ou industriais.

Segurança e privacidade são os diferenciais dos novos empreendimentos.

O apelo da segurança, com o sistema de vigilância e guarita de acesso, fez os condomínios de Campinas e loteamentos fechados se tornarem cada vez mais atrativos, inclusive para pessoas da RMC ou que vem da capital e fogem de uma realidade alarmante: a cada hora, uma residência no Estado de São Paulo é invadida (Infocrim).

Em 2020, os empreendimentos fechados tiveram novamente um aumento na procura, em meio às restrições da quarentena imposta pela pandemia do coronavírus, muitas famílias procuraram os residenciais para ter mais conforto, espaço e segurança na rotina, sem nem precisar sair de casa.

Houve a procura, inclusive, dos moradores da capital que aproveitaram os benefícios do home office e começaram a buscar imóveis rurais (condomínios fora da cidade) em 2020, de acordo com a Imovelweb. Campinas e Jundiaí foram algumas das cidades próximas à São Paulo que registraram um aumento na procura por imóveis em condomínios e loteamentos fechados nesse período.

Swiss Park trouxe uma nova proposta para Campinas

Lançado em 2006, o Swiss Park trouxe para Campinas o conceito de um complexo urbanístico e, diferente de outros condomínios de Campinas, os 17 residenciais contam com um vigilância 24 horas por dia, natureza exuberante, localização estratégica e toda a conveniência de mais de 200 lotes comerciais integrados. É o maior complexo da RMC e só o Parque Botânico tem mais de 500 mil m² de área verde.

Às margens da Rodovia Anhanguera, o complexo tem acesso facilitado ao Centro de Campinas (10 minutos), ao Aeroporto de Viracopos (7 minutos) e também até a capital paulista (45 minutos). O Swiss Park, em mais de 10 anos, também modificou o cenário da região sul da cidade, com a expansão econômica, novos pontos comerciais (como o Swiss Park Office em 2012) e a estrutura do Viaduto Compositor Carlos Gomes, que fica em frente da entrada do Relógio, obra custeada pela AGV Campinas Empreendimentos.

Com benefícios tanto para os moradores quanto para quem vive ao redor com a valorização e infraestrutura, os condomínios de Campinas seguem como uma ótima opção para quem quer ter mais qualidade de vida para toda a família.

Quer também ter todos esses benefícios para viver com mais comodidade e segurança, fora da agitação do centro da cidade? O Swiss Park Campinas tem os últimos lotes prontos para construir o projeto dos sonhos. Agende uma visita pelo WhatsApp!

Para saber mais:

Plano Diretor 2026 da Prefeitura de Campinas.

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *