04 dez

Swiss Park vai fechar a década com 2.500 residências prontas

Swiss Park vai fechar a década com 2.500 residências prontas

E, até o fim do ano, estima-se que o complexo terá dez mil habitantes

O ano de 2019 está chegando ao fim e estamos prestes a começar uma nova década. Os números fechados em 31 de outubro pelo Departamento de Projetos e Fiscalização de Obras da Associação Master, a associação dos proprietários do Swiss Park, a pedido da revista, em razão do balanço que apresentamos aos leitores em todas as nossas últimas edições do ano, apontavam 2.496 casas concluídas no Swiss Park Campinas. Historicamente, o mês de maior finalização de obras e de mudanças é dezembro. Desta forma, certamente o completo atingirá mais de 2.500 residências prontas e a incrível marca dos dez mil moradores.

Outro número que impressiona: são 573 obras residenciais e comerciais em andamento. Somadas aos projetos aprovados e àqueles que estão em pré-análise, são 901 projetos arquitetônicos no complexo.

Foi uma década de total transformação da região onde se encontra o empreendimento. “Não houveram apenas modificações e crescimento interno na área do Swiss Park, mas vimos toda essa região se transformar, os bairros próximos receberam mais infraestrutura, o comércio se aprimorou”, comenta Ricardo Anversa, diretor da Swiss Park Incorporadora. O mapa do Swiss Park possui 17 residenciais, sendo que 16 já foram lançados comercialmente.

Várias obras de melhorias foram realizadas no ano no complexo, destaque para o recapeamento e a iluminação pública da Rua Lázaro Marchetti (rua próxima da Master e que vai até a Avenida Dermival Bernardes Siqueira) e a Rua Nestor Garcia de Toledo (atrás do Zürich).

Outra novidade: até o fim deste ano o Swiss Park terá mais um trevo de entrada e saída. Próximo da portaria do residencial Glarus, será aberta a circulação de veículos para a SP-73, a Rodovia Lix da Cunha (estrada velha de Indaiatuba). Será a ligação da Avenida Antonio Artiolli (a do Swiss Park Office) com a rodovia.

Glarus tem 16 famílias moradoras, 34 obras em andamento e 75 projetos aprovados e em pré-análise.

Maior número de obras concluídas foi no Luzern, 28. No Basel está o maior número de obras em andamento, 66.

Número estimado de habitantes do Swiss Park: 9.900 pessoas.

46 obras comerciais foram concluídas ou estão em funcionamento no complexo. Há outras 16 obras comerciais em andamento.

Somando as obras em andamento, os projetos aprovados e os que estão em pré-análise, são 901.

• Números fechados no dia 31 de outubro de 2019. Os números mudam diariamente.

RESIDENCIAIS EM NÚMEROS*

13 nov

Swiss&Care: Bem-estar e Saúde

Swiss&Care: Bem-estar e Saúde

A rotina diária de trabalhar, preparar as refeições, cuidar da casa e dos filhos, reuniões e eventos, faz com que o tempo fique cada dia mais escasso e com isso nos esquecemos de pensar em nós mesmos e na nossa saúde física e mental.

Foi pensando nisso que o Swiss Park Campinas promoveu um evento, no sábado, dia 09 de novembro, com atividades para o corpo e mente. O Swiss&Care teve início às 9:00h e se estendeu ao longo da manhã e começo da tarde com diversas atividades voltadas à meditação e relaxamento.

Estiveram presentes a professora Beth Lamas que demonstrou aos participantes a Vivência com óleos essenciais, o professor Fernando Gozzo Costa Soares ensinou sobre Vivência Bioenergética, o professor Paulo Tonhasolo apresentando aula de meditação,  e a professora Ligia Zaiden fechou o evento com sua aula de Yoga.

O evento agradou a todos os participantes, que elogiaram a organização e todas as aulas ministradas. Foi uma oportunidade para deixar de lado o estresse e ansiedade causados pela correria do dia-a-dia e parar para se concentrar apenas no bem-estar pessoal. Não havia nenhum pré-requisito necessário para participar e até quem mesmo nunca foi em uma aula de Meditação ou Yoga, conseguiu realizar as atividades e sair se sentindo mais leve e renovado.

No final de tudo a lição que todos levaram para a casa foi a de pensar um pouco mais em sua própria saúde e também em todas as belezas naturais que a vida oferece, a palavra final que o evento deixou para todos foi a Gratidão!

 

Confira mais fotos do evento: 

 

08 nov

Moderna, integrada e descomplicada

Moderna, integrada e descomplicada

“Uma casa inspiradora, com tudo o que uma família com crianças precisa”

Construída em um terreno de esquina, a residência da família de Elizângela Lizardi de Souza e Marcel Baccaglini de Ângelo, localizada no Residencial Arosa, do Swiss Park Campinas, foi minuciosamente planejada. Em um lote de 558 metros quadrados e 347 de construção, a casa de dois pavimentos é arejada, moderna e inspiradora. “Estudei na Fundação Bradesco e já conhecia o Swiss Park. Mas a escolha de morar aqui foi em razão da segurança, do acesso facilitado e do conceito interessante oferecido. Nossa casa é exatamente do jeito que idealizamos, sem complicações. Somos realizados”, conta Elizângela.
No hall de entrada, um altar com a imagem da Nossa Senhora Desatadora dos Nós, a qual a família é devota, dá as boas-vindas aos visitantes. Do local, é possível ver a sala de estar com uma lareira a gás, a sala de jantar, a piscina e o espaço gourmet. Os ambientes de lazer são separados por folhas de vidro.


Uma residência feita sob medida para o casal que tem duas filhas, a Lívia, de 8 anos, e a Bruna, de 5.
Projetada pela arquiteta Raquel Del Vale, a casa tem áreas destinadas aos adultos e às crianças claramente identificadas, além de áreas comuns para desfrutar momentos especiais em família. O espaço gourmet é o local mais utilizado e o preferido da família. Com acabamentos atualizados, churrasqueira e forno de pizza, a área fica em frente da piscina, que possui spa e uma vista para aquele pôr do sol muito bem conhecido dos moradores do Swiss Park. Ao lado, uma ampla brinquedoteca que faz a alegria da garotada.

Destaque Integrado

A área para descanso está localizada no piso superior. São três suítes e um escritório. O destaque do andar sem dúvida alguma é a suíte do casal. É inspirada em um quarto de hotel no qual os moradores passaram a lua de mel. O banheiro é todo integrado ao cômodo, com pias, banheira dupla e chuveiro à mostra, dando um charme extra ao amplo ambiente. Ao abrir a folha de vidro, é possível relaxar na banheira, assistindo TV.

05 nov

4 Programas de TV para quem ama decoração

4 Programas de TV para quem ama decoração

Se você é uma pessoa que ama decorar a casa, vive trocando alguns itens daqui e dali, mudando a cortina, tapete e até topa uma reforma pra que sua casa fique perfeita, com certeza vai gostar de assistir programas de televisão sobre esse tema.

O legal é que esses programas são uma ótima maneira de tirar referências do mundo da decoração e é uma diversão para quem vai reformar e decorar a casa ou para quem só tem curiosidade sobre o assunto.

Confira a lista abaixo:

Irmãos à obra (Property Brothers)

O programa é atualmente transmitido pela Discovery Home & Health, mas é possível encontrar algumas temporadas no Netflix também.
Drew e Jonathan são irmãos, um é especialista em imóveis e o outro empreiteiro. O programa gira em torno de buscar famílias que sonham em mudar de casa e comprar um ambiente maior e com mais elegância, porém não possuem o investimento necessário para adquirir uma casa pronta com todos os requisitos desejados, sendo assim Drew busca as casas que ficam na região selecionada pelos participantes do programa, porém que necessitem de reforma e Jonathan faz projetos para mostrar quais as melhorias podem ser feitas na casa, para que ela se torne a casa dos sonhos daqueles participantes.
O programa mostra muitos detalhes do que ocorre em uma reforma, inclusive os percalços, porém é muito bom pra entender um pouco sobre o tema da decoração e pegar algumas dicas com os irmãos.

Ame ou Deixe-a Vancouver

O programa é veiculado pela Discovery Home & Health.
Apresentado por Jillian, designer de interiores e Todd, corretor de imóveis, o seriado tem como enredo, famílias que por razões diversas, já não estão mais contentes com seu lar da forma como ele é e que buscam uma mudança. Jillian, tenta trazer essa mudança desejada pelos moradores, reformando cômodos e redecorando a casa, para que eles voltem a amar seu lar, já Todd, busca novas casas para que a família se mude de vez e comece uma nova vida em uma casa totalmente nova.
O foco principal do programa é esse embate entre os apresentadores, uma vez que no final do programa, os moradores precisam decidir se ficarão com a casa reformada ou se mudarão para a nova, que foi apresentada por Todd. É possível tirar algumas dicas de decoração, mobília e reforma, enquanto se diverte assistindo.

Decora

Tem programa brasileiro na lista também!
O programa Decora, da GNT, apresentado pelo arquiteto Maurício Arruda, escolhe em cada episódio um cômodo de um participante para fazer uma decoração nova que muda completamente o espaço.
Os participantes são escolhidos pelas suas histórias, que contam através de um vídeo enviado, explicando o motivo que desejam ter o ambiente decorado e remodelado.
Além do programa passar no canal GNT, é possível também assistir algumas temporadas que estão disponibilizadas no Globo Play, ou seja, se você não puder assistir no horário em que ele passa, pode conferir algumas dicas do arquiteto, quando estiver mais confortável pelo portal streaming da Globo.

Santa Ajuda

Mais um programa brasileiro, veiculado pelo canal GNT, que fala de decoração.
O Santa Ajuda é apresentado pela Micaela Góes, que é consultora. O programa é ótimo por que além de trazer dicas de decoração, traz também algumas dicas de organização.
Os participantes do programa são “denunciados” por uma outra pessoa, por serem bagunceiros e terem cômodos da casa muito desorganizados, a apresentadora faz uma mudança total, adaptando os espaços com novos itens de decoração e reaproveitando itens que já estão no ambiente, para criar um novo local, bonito, agradável e principalmente organizado.
Se você acabou de adquirir um terreno ou lote e tem todo um projeto pra começar a construir do zero, está reformando uma casa que comprou ou sua própria casa, ou ainda não tem ainda uma reforma ou compra em vista, mas tem o sonho de ter uma casa ou apartamento bem decorado, aconchegando e acolhedor, é hora de aproveitar o tempo livre acompanhando um ou todos esses programas.

31 out

Por que morar em Campinas?

Por que morar em Campinas?

Entre as qualidades que existem em cidades grandes e as qualidades de cidades pequenas, Campinas consegue aliar os pontos positivos de ambas.

A cidade tem centros comerciais e empresarias de grande porte, possibilitando o acesso fácil a lojas, mercados, escritórios, clínicas médicas, hospitais, entre outros estabelecimentos, mas mesmo com essas características de uma cidade grande,  possuí belos pontos turísticos com grandes áreas verdes, como o Parque Portugal, popularmente conhecido como Lagoa do Taquaral, a Pedreira do Chapadão, no bairro Jardim Chapadão, Parque Botânico, localizado no Swiss Park e o Bosque dos Jequitibás, aonde é possível passear e também visitar o Museu de História Natural de Campinas.

Para os momentos de lazer e diversão em família, a cidade conta com vários shoppings, entre eles um dos maiores do país, que possuí até um parque de diversões temático em seu interior. Para quem tem interesse em curtir a noite com os amigos, há bairros com bares, pubs e baladas bem populares, para agradar públicos de todas as idades, gostos e estilos. Já para quem gosta de eventos culturais, irá encontrar uma agenda cultural diversificada, composta por teatros, passeios em museus e etc.

Além de lazer e cultura, a cidade também oferece uma qualidade de vida excelente, o IDHM (Índice de Desenvolvimento Humano Municipal) da cidade é 0,805 (2010 – Fonte IBGE). No Ranking do estado de São Paulo, ocupa a 3ª colocação, atrás apenas de São Paulo e Guarulhos.

Todos esses atributos tornam o município atrativo, principalmente para quem quer sair de grandes capitais, sem abrir mão do conforto de morar perto de tudo que é necessário, mas há ainda mais motivos que fazem Campinas uma cidade cheia de privilégios, sua localização é estratégica, ela está à uma distância de cerca de 90 km de São Paulo, que é uma das principais capitais e um dos maiores centro financeiros do Brasil.

Campinas abriga um dos maiores aeroportos do país (Viracopos), que é utilizando tanto para passageiros como para cargas, o que faz dela uma ótima opção para quem tem interesse na área de negócios.

A educação é outro ponto a ressaltar na cidade, que conta com diversas escolas, desde ensino infantil, ensino médio, escolas técnicas, faculdades e universidades. A cidade ainda é a sede da Unicamp, universidade presente por diversas vezes no topo de rankings das melhores universidades do nosso país.

Motivos para morar em Campinas não faltam! Se está pensando em uma mudança, vale a pena vir conhecer esse município que vem crescendo, mas sem deixar de lado as características que trazem comodidade e uma boa qualidade de vida.

11 out

Swiss Park: o melhor que a infância pode ter

Swiss Park: o melhor que a infância pode ter

No mês das crianças, foco nos playgrounds do complexo, que garantem segurança para o mais importante: brincar!

Qualquer pessoa que entra em um dos 17 residenciais do Swiss Park Campinas vê, quase imediatamente, o playground. Todos esses parquinhos foram entregues no momento em que cada residencial era disponibilizado aos futuros moradores. Depois, ao longo do tempo, cada um foi incorporando características próprias, de acordo com as necessidades e os gostos dos moradores. De qualquer forma, todos possuem uma característica comum: segurança.
Em todos os sentidos. Segurança para brincar livre, aproveitando o melhor que a infância pode oferecer. “Pensar na área de lazer e na localização privilegiada dos playgrounds nos empreendimentos que incorporamos não é um ‘atrativo de vendas.Isso é parte de nossa filosofia. Queremos oferecer espaços que enriqueçam a qualidade de vida e que promovam a integração das pessoas”, comenta o diretor da Swiss Park Incorporadora, Ricardo Anversa. Segundo ele, a nítida valorização que os imóveis do Swiss Park apresentam, destacando toda a estrutura oferecida – incluindo a área de lazer e as áreas comuns –, é uma consequência comprovada nos empreendimentos da empresa ao longo de quase 40 anos de mercado. Dessa forma, a preocupação com o cliente e com as vidas que se desenvolvem dentro dos empreendimentos é marcante no Swiss Park. Com balanços, escorregas, gira-giras, casinhas, sejam de madeira, plástico ou ferro – certificados por especialistas para garantir a segurança –, os playgrounds são verdadeiros convites às brincadeiras. E são muitas crianças que aproveitam, sendo que elas, na maioria, nem desconfiam de que nessas brincadeiras podem estar fazendo amigos que durarão a vida toda. O fim da tarde nos playgrounds do complexo costuma ser um ponto de encontro quando o clima está agradável. Nas férias, os locais tornam-se ainda mais concorridos, assim como nos fins de semana. São espaços perfeitos para socialização, troca de experiências entre as crianças e a libertação da imaginação infantil que não deve (e não pode!) ficar presa somente nos programas eletrônicos.

AO AR LIVRE E FELIZ

“Temos de enfatizar a importância do sol relacionado à vitamina D. Só isso já é motivo para as crianças brincarem ao ar livre”, inicia o pediatra Ricardo Jalbut. A principal fonte de produção da vitamina D se dá por meio da exposição solar, que melhora a absorção do cálcio, fortalecendo os ossos.
“E as brincadeiras ao ar livre desenvolvem o corpo por meio dos movimentos com mais liberdade, conhecendo a si mesmo, testando velocidades e distâncias, acionando grandes músculos – como das pernas e dos braços –, sendo maior o estímulo ao cerebelo, região localizada na base do cérebro, onde acontecem as sinapses (conexões entre os neurônios).
O resultado desse processo é o desenvolvimento de habilidades como organização espacial e equilíbrio”, continua.
Em setembro, a Academia Americana de Pediatria, referência internacional, soltou um documento formal orientando seus profissionais a receitar brincadeiras diárias a todas as crianças.
São 18 páginas que guiam os médicos a estimularem o lúdico às crianças. Manuseio de objetos, faz de conta, andar de bicicleta, esconde-esconde, brincar no parque, jogar queimada, futebol, etc.
Ou seja: brincar é remédio e é capaz de prevenir contra doenças!
“O sistema imunológico se fortalece com os inevitáveis arranhões e o contato com as bactérias presentes no ambiente, fazendo com que meninos e meninas tenham mais saúde no futuro, ficando menos doentes e desenvolvendo menos doenças alérgicas”, ensina Dr. Jalbut.
E já que atualmente as crianças estão bastante ligadas em aparelhos on-line (que não estão proibidos, mas que devem ter limite, segundo o pediatra), às vezes é preciso criar novamente o costume de sair para brincar. “Algumas coisas na vida dependem de hábitos: acostumar-se com atividades físicas ao ar livre na infância facilita exercícios físicos na vida adulta”, aponta.

PARA CONSTRUIR VALORES

O professor de Psicologia da Faculdade Anhanguera de Campinas, Marcelo Chiodi, diz que no playground devemos incentivar crianças de mesma faixa etária a brincar e compartilhar momentos juntas. “O brincar junto com outras crianças favorece a construção e aprendizagem de valores, respeito, empatia, resiliência e limite entre o meu desejo e o do outro. A mediação de um adulto também se torna muito relevante e precisamos ter sensibilidade para saber quando mediar uma relação de conflito entre duas crianças”, ensina.
O especialista afirma que, durante as brincadeiras, ensinar as crianças que podemos dividir ao invés de disputar um mesmo brinquedo é o aprendizado mais significativo e relevante ao pensarmos em valores e respeito ao próximo.
“Brincar ao ar livre, compartilhar momentos com outras crianças, sentir a terra ou areia nos pés e mãos são experiências sensoriais riquíssimas para o desenvolvimento da criança, mas concordo que é difícil para os pais – que precisam trabalhar para garantir moradia, escola e saúde – acompanharem; no entanto, é preciso um esforço”, aponta. Segundo ele, o uso dos eletrônicos se tornou a “chupeta” da nova geração. Limite é um dos grandes problemas que os pais enfrentam na educação de seus filhos.
De qualquer forma, o professor admite que falar em restringir o uso de eletrônicos na infância não é a melhor alternativa para pensarmos na educação neste século 21.
“Mas o brincar ao ar livre, desenvolver, por exemplo, uma horta e ensinar as crianças a observarem o crescimento de frutos e flores também são atividades que favorecem um repertório saudável e significativo em termos de aprendizado. Compartilhar esses momentos junto de outras crianças favorece a percepção e construção de valores pessoais e sociais para um futuro mais humanizado e consciente”, aponta.